segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Canapés sem stress

Natal é época de festas, mas também de muito stress. Tenho falado com meus amigos que me dizem que estão loucos com a função de comprar presentes, reuniões de amigos secretos, fazer a ceia, receber os parentes.. Enfim maratona.
Já que todos os preparativos são tão trabalhosos vou facilitar pelo menos a receita de aperitivo. Não requer pratica nem habilidade. Qualquer um pode fazer. O segredo esta no azeite trufado que enriquece o sabor do salmão. Fica divino! Alem de ser ridículo de fácil.
Pode ser servido em um brunch ou a qualquer hora do dia, para alegrar a VIDA!
Eu recomendo servir com uma dose de vodka bem gelada. Ajuda superar qualquer stress!!
Canapés de Salmão Defumado com Azeite Trufado.
  • Torradas para canapés
  • 100g de salmão defumado descongelado
  • 50g de Cream Cheese
  • Folinhas de Dill
  • Azeite trufado – Pode ser comprado em qualquer delicatessen
  • QUEM TIVER UM BOM CAVIAR PODE ENFEITAR OS CANAPÉS.
Colocar em cada torrada uma colherinha de cream cheese um pedaço de salmão, as folinhas de dill e um fio generoso de azeite trufado. 

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

HO HO HO!!

Não sou a pessoa mais natalina que conheço, alias por mim podia pular essa parte do ano, mas me casei com alguém que ADORA o natal, chega a ter espírito natalino. Sei lá eu o que é isso!
Então esse ano decidi ceder e até  arvore de natal eu montei. Farei a ceia e não farei cara feia para os presentes e juro tentarei ficar feliz a noite toda.
Juro também todas as semanas até o natal postar uma receita para se fazer na noite de natal. Para pelo menos ser uma noite frugal. 
Essa semana uma entradinha de camarão para ser servida com uma salada de alface e rúcula, ou ainda pode ser servida como canapés com torradinhas. 
Terrine de Camarão
  • 1kg de camarão limpos miúdo
  • 600g de queijo mascarpone ou nata
  • 1 pacote de gelatina em pó sem sabor
  • 2 claras em neve
  • 1 colher de sopa de páprica doce
  • 1colher de chá de páprica picante
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picado
  • Salsinha
  • Azeite de oliva
  • Sal e pimenta a gosto
Dissolver a gelatina como manda o fabricante. Reservar.
Em uma frigideira refogar a cebola e o alho até dourar sem deixar queimar, adicionar os camarões até ficarem rosados. Retire do fogo.  Deixe esfriar por alguns minutos.
Coloque os camarões, o queijo mascarpone ou a nata a páprica e gelatina no liquidificador. Bata até obter uma pasta homogenia. Prove de sal e pimenta se necessário corrija.
Misture a pasta de camarão com as claras em neve.
Coloque em formas forradas com papel filme, se for fazer como entrada serão 12 forminhas.
Coloque na geladeira por no mínimo 8 horas antes de servir.
Pode ser e deve ser feita 1ou dois dias antes.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Ler para educar o Paladar!!

Tenho certeza que paladar é igual a bom gosto. É uma questão de educá-lo. Quando você começa a conviver com coisas boas você começa a diferenciar o que é bom do que é ruim. A mesma coisa em relação à comida. Não precisa ser uma comida 5 estrelas feita por um chefe renomado, não. Aquele feijão com arroz bem feitinho, um guisadinho com abobora bem temperadinho. E ai você vai acostumando o paladar, e vai ficando mais exigente. Querendo mais, provar um pato, um foie gras, e assim por diante.
No livro de Ruth Reichl – A PARTE MAIS TENRA. Ela conta como foi o descobrimento da comida na vida dela. Um livro ótimo, gostoso de ler assim como todos os outros que ela escreveu.
Um bom modo de educar o paladar também é lendo por incrível que pareça.
Para quem gosta de ler deixo umas dicas de livros ótimos. São romances, mas que tem receitas também.
  • ALHOS E SAFIRAS – RUTH REICHL – Editora Objetiva.
  • A PARTE MAIS TENRA – RUTH REICHL – Editora Objetiva
  • MIL DIAS EM VENEZA – MARLENA DE BLASI –Editora Sextante
  • UM CERTO VERÃO NA SICÍLIA – MARLENA DE BLASI – Editora Objetiva
Essa Receita é de uns dos livros da Ruth Reichl
Brownies
2/3 de xicara de manteiga
150g de chocolate amargo 70% Cacao
2 colheres de café de baunilha
4 ovos
1/2 colher de chá de sal
2 xicaras de açúcar
1 xicara de farinha peneirada
Pré-aqueça o forno a 200°C
Unte e enfarinhe uma assadeira quadrada de 23cm
Derreta a manteiga e o chocolate em banho maria.
Quando estiver derretido, acrescente a baunilha e reserve.
Bata os ovos e o sal na batedeira. Acrescente o açúcar em bata em velocidade alta por cerca de 10 minutos, ou até a mistura estar bem clara.
Acrescente a mistura de chocolate e  manteiga e bata em velocidade baixa, só até misturar. Junte a farinha e misture rapidamente até não haver mais partes brancas.
Despeje a massa na assadeira e ponha no forno. Abaixe imediatamente o forno para 175°C e asse por 40 minutos. Não asse demais os brownies devem ficar molhadinhos.
Corte em 12 pedaços.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

No Creo en Brujas, Pero Que Las Hay, Las Hay

Quando eu era pequena minha mãe me fez acreditar que ela era uma bruxa. Quando eu tinha uma febre lá vinha ela com suas poções fumegantes e me curava.
Acredito que ela junto com o seu livro de receitas me passou algumas das suas poções. Que hoje uso para curar os meus.
Toda vez que percebo a voz estranha do meu marido no telefone, corro para a cozinha e me ponho a fazer um dos meus novos feitiços. Nunca conto que é uma poção mágica, mas pela carinha de feliz vejo que funciona. Quando vem uma amiga e ela esta triste logo faço o meu drinque da felicidade.
Acreditem tudo que se faz com o coração tem poder de cura enorme.
Descubram a bruxa ou o bruxo que moram em vocês.
Risoto da Felicidade!
  • 400g de lingüiça defumada levemente apimentada
  • 2 garrafas long neck de cerveja preta.
  • 1litro de caldo de galinha
  • 400g de arroz arbóreo
  • 1 cebola roxa picada
  • 250g de ervilha torta
  • 200 de creme de leite fresco.
  • 1 colher de manteiga
  • Azeite de oliva.
  • Alecrim
  • Queijo
  • Sal e pimenta a gosto.
Em uma panela baixa sem gordura fritar a lingüiça inteira. Depois de dourada dos dois lados adicionar uma das garrafas de cerveja preta e um ramo de alecrim. Cozinhar por 10 minutos com a panela tampada. Abrir deixar reduzir a cerveja até que fique um molho negro e espesso. Desligue transfira para outro prato a lingüiça e o molho. Corte-a em rodelas não muito finas. Reserve.
Em uma panela com água fervente cozinhar as ervilhas por 1 minuto. Retire da água e dê um banho de água fria. Reserve.
Na mesma panela do cozinhou a lingüiça frite a cebola com um fio de azeite e uma colher de manteiga. Deixe até suar a cebola. Adicione o arroz frite por 2 minutos,  coloque o restante da cerveja preta mexendo sempre até evaporar todo o álcool. Vá colocando aos poucos o caldo de galinha quente. Sempre mexendo. Depois de cozinhar por 10 minutos o arroz com o caldo acrescente a lingüiça e seu molho. Continue acrescentando o caldo até que cozinhar no ponto al dente. Corrija o sal e a pimenta.  Desligue o fogo e finalize  com o creme de leite fresco, queijo a gosto e as ervilhas tortas.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Receita ÚNICA

Quem cozinha muito ou pouco já teve uma receita que nunca conseguiu reproduzir tal qual a perfeição da primeira.
Sabe aqueles dias que você esta sem saco pra sair de casa, mas quer comer um bolo? Então você olha na despensa acha aquela farinha que nem sabia que tinha, imagina a data de validade, mas resolve fazer o bolo do mesmo jeito. Afinal de contas você quer comer um bolo. Por mais incrível que pareça ele fica lindo e gostoso.
Então um dia você decide repetir a maravilha do bolo e se esmera compra farinha especial, açúcar cristal, ovos de granja e o bolo …. PUF! Nada feito fica um horror.
Não sei o que acontece, mas é assim. Nunca mais você vai repetir um bolo tão gostoso como aquele com a farinha vencida. 
Não se preocupe acontece com todo mundo!
Bolo Mazzô
Receita
  • 1 copo de polvilho doce
  • 3 ovos
  • 1/2 xícara de água
  • 1/2 copo de óleo
  • 200g de queijo ralado.
  • Sal a gosto.
Bater tudo no liquidificador, colocar para assar em uma forma com buraco no meio.  Forno pré-aquecido por mais ou menos 25minutos.
NÃO É UM BOLO QUE FICA BONITO, MAS COM CAFÉ PASSADO NA HORA É UMA DELICIA!!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Buenos Aires

Mi Buenos Aires querida! Como eu amo essa cidade. Acabo de voltar de lá 2 quilos mais gorda e em compensação  infinitamente mais feliz.
Se não tenho Paris tenho aqui ao lado a minha querida Buenos Aires. Onde como e bebo muito bem, pagando GRAÇAS A DEUS muito pouco. Fui ao restaurante que eu adoro Gran Bar Danzon, onde pra variar comi espetacularmente bem e fiquei feliz em ver no cardápio Ossobuco.
Nesta estada comemos em dois lugares diferentes o ADORÁVEL  ossobuco. Feito e acompanhado claro de formas diferentes. É uma pena que tenhamos que sair do Brasil para comer um ossobuco bem feito.
Preconceito nosso de que uma carne tão saborosa e barata sirva somente para sopas. Na Casa de Carne Moacir tem lindos pedaços que volta e meia viram deliciosos pratos aqui em casa.
OSSOBUCO
Ingredientes:
  • 4 pedaços de ossobuco (músculo bovino com osso), de 200 g cada
  • 4 tomates sem pele e sem semente, picados
  • 1 pimentão vermelho picado
  • 1 talo de salsão bem picado
  • 1 cenoura bem picada
  • 1 cebola pequena picada
  • 1 colher (sopa) de salsa picada
  • Louro a gosto
  • Alecrim picado a gosto
  • 1 colher (chá) de pápricas doce e picante (misturadas)
  • 1 xícara chá de vinho branco
  • Azeite de oliva
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
Prepare assim:
• Em uma panela de paredes médias, doure a carne previamente salgada e apimentada no azeite de oliva. Doure de ambos os lados, acomodando-a no fundo sem mexer durante o cozimento, para que o tutano não se desprenda do osso;
• Acrescente os demais ingredientes, cubra com água fervente e mantenha a panela no fogo, semi tampada, por cerca de 2 horas, ou até a carne ficar muiiito macia. Se necessário, vá acrescentando água durante o cozimento.
Sirva com purê de batatas ou de mandioquinha!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Simples!

Não ha nada melhor que as coisas simples descomplicadas, despretensiosas.
Escutar uma musica tomando um whisky, ler um poema, fumar um cigarro, ficar quieto é tão simples que nós complicamos.
Dia desses queria comer um bolo de chocolate, li uma receita e de tão fácil duvidei, fui atrás de outra  mais rebuscada, três tipos de chocolates, forma especial,  humm … Pensei eu – Essa deve ser boa!Bobagens o bolo era tão normal e até sem graça pra tanto rebuscado. Foi ai que resolvi fazer à fácil, simples de 10 minutos. Serio muuuito boa. 10 minutos e um bolinho de chocolate de revista de comer de joelhos. Molhadinho e muito saboroso.
Fim de semana com chuva e bolo de chocolate, nada mais simples e gostoso.
Prefeito Bolo de Chocolate!!
  • 2 xícaras de açúcar
  • 1 3/4 de xícara de farinha de trigo
  • 3/4 de xícara de chocolate em pó
  • 1 1/2 col. de chá de fermento
  • 1 1/2 col. de chá de Bicarbonato
  • 1 col. de chá de sal
  • 2 col. de chá de essência de baunilha
  • 2 ovos
  • 1/2 xícara de óleo
  • 1 xícara água fervendo.
  • 20 forminhas de cupcake
Bater o açúcar os ovos e a essência de baunilha por 2 minutos na batedeira. Adicionar o restante dos ingredientes menos à água quente e bater por mais 2 min. Adicionar a água aos poucos batendo sempre sem parar. A massa fica bem fina.
Colocar até 3/4 da forma de cupcake e levar ao forno  a 170 graus por 25min, ou até enfiar um palito e sair limpinho.
Se fizer em forma use uma media para pequena ou dobre as quantidades. Tempo de cozimento de 35 a 40 minutos.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Carpaccio para o Verão!!

Bastou fazer um veranico fora de época para eu me lembrar de que faltam 4 meses para o verão que eu tanto amo!! Hora de começar a dieta e ir para academia. HEHEHE Quem não me conhece até compra essa. Mas esta na hora de maneirar a janta pelo menos.
Foi então que me lembrei do Carpaccio, que foi criado pelo Giuseppe Cipriani dono do Harry’s Bar de Veneza para sua amiga a condessa Amália Nani Mocenigo, que tinha uma severa restrição alimentar.

São fatias finíssimas de carne crua servidas com molho a base de azeite, molho inglês, alcaparras, limão, sal e pimenta. Ótimo para quem esta de regime.
Eu sirvo com mini rúcula, lascas de parmesão e algumas alcaparras para enfeitar .
Quando compro Carpaccio vem geralmente 250g que rendem bastante. Então deixo pronto o molho na geladeira para ser mais rápido quando estou com muita fome.
Molho para Carpaccio de Carne


  • 8 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
  • 4 colheres (sopa) de mostarda Dijon com mel e vinagre balsâmico (se não tiver pronta coloque ½ colher de chá de mel e várias gotas de vinagre balsâmico), mas a mostarda tem que ser francesa.
  • Suco de meio limão
  • Gostas de molho inglês
  • 30g de alcaparras (mais ou menos 2colheres de sopa).
  • Alecrim, salsinha a gosto
  • Sal e pimenta.

Pique as alcaparras com as ervas bem picadinhas, misture todos os ingredientes e coloque em um pote com tampa.
Deixe na geladeira e use sempre que comer o carpaccio, ou uma salada, ou molho para um sanduíche ...

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

REPLAY

Quando eu gosto de uma coisa eu gosto, seja ela musica, comida, pessoas ... Escuto, como, desfruto. Uso e abuso. Claro que um dia me canso. Na musica deixei Djavan rouco muitas vezes, livros li e re-li Rebeca quando adolescente, amigos esses… foram muitos. Mas na parte da comida ando  fazendo replay das tradicionais receitas de massa  e sopas.
A receita de hoje é a tradicional Spaghetti Alla Puttanesca. Que é perfeita para esses dias frios.
Ingredientes:

  • 500g de spaghetti
  • 7col de azeite de oliva
  • 6 filés de anchovas picados
  • ½ col. chá de alho picado
  • 2 latas de 400g de tomate pelado, picados grosseiramente
  • 2col de chá de orégano fresco ou ½ col. de chá de orégano seco
  • 2col de sopa de alcaparras
  • 8 -10 azeitonas pretas se caroço cortadas em 4.
  • Sal
    Modo de fazer:
    Coloque o azeite e as anchovas em uma panela, leve ao fogo baixo até que as anchovas tenham se desmanchado.
    No azeite de anchovas coloque alho e cozinhe cerca de 20 segundos, cuidando para o alho não queimar.
    Aumente o fogo e adicione os tomates. Deixe cozinhando em fogo médio até os tomates se reduzirem e se separarem do óleo. Entre 20 a 30 minutos dependendo do tamanho da panela. Reserve.
    Coloque 4 litros de água para ferver com uma colher de sopa de sal. Coloque a massa quando a água estiver fervendo. Deixe o tempo que o fabricante recomendar para que massa esteja al dente.
    Escorra.
    Coloque o molho no fogo novamente e adicione as alcaparras, azeitonas e o orégano. Coloque a massa junto com o molho. Regue com azeite extra vigem e sirva.

    quarta-feira, 28 de julho de 2010

    Padarias!

    Estive em São Paulo ha poucos dias e sempre que volto fico encantada com a qualidade dos produtos por lá. Incrível! Sou apaixonada por empadas e coxinhas, meu lado glutão,  as de lá são um espetáculo, quando forem não deixe de comer as da Ofner . As padarias são maravilhosas não só pela gama de pães que te oferecem, mas pela qualidade.  Porto Alegre já conta com no mínimo três boas referencias em pães,  Barbarella Bakery, Carina Barlett Boulangerie e  Merco Pan.
    Não existe nada melhor que pães, queijos e vinhos. Fácil, bonito não tão barato, mas que sempre faz sucesso.
    Receita de hoje Brusquetas de Tomates e de Pêra com gorgonzola!!
    Ingredientes.
    Brusqueta de tomate.
    • 1 pão italiano cortado em fatias de 1,5 cm
    • 6 Tomates Italianos sem sementes
    • 1 dente de alho
    • 20 Manjericão picadinhas
    • 1 pitada de açúcar
    • 1 col de sobremesa Vinagre Balsâmico
    • 3 col de sobremesa se azeite de oliva extra virgem
    • Sal e pimenta a gosto.
    Cortar os tomates em cubos de 0,5 cm, colocá-los em um prato fundo e adicionar o açúcar, manjericão, vinagre, azeite, sal e pimenta. Misturar bem. Deixe marinando.
    Cortar o dente de alho ao meio e esfregar nas fatias de pão. Levar ao forno até ficarem crocantes. Dourar não torrar.
    Retire do forno e sobre as fatias de pão coloque os tomates marinados.
    Brusqueta de Pêra e Gorgonzola.
    • 1 pão italiano cortado em fatias de 1,5 cm
    • 250g de queijo gorgonzola
    • 1 pêra cortada em fatias finíssimas.
    Nas fatias de pão distribuir o queijo gorgonzola. Levar ao forno até derreter o queijo.
    Sobre o queijo derretido coloque uma ou duas fatias de pêra.

    quinta-feira, 15 de julho de 2010

    De Mãe para Filha

    Cresci comendo as terrines da minha mãe, ha um tempo atrás ganhei de presente as receitas. 
    Fiquei muito orgulhosa, é uma honra poder reproduzi-las. Minha mãe era conhecida por fazer excelentes terrines.  Espero ser reconhecida da mesma forma.
    Para aqueles que não sabem, terrine é uma espécie de patê cozido em uma terrineira, por isso o nome. Excelentes para serem servidas como entradas ou apetitivos.

    Terrine de Salmão

    Salmão, salmão defumado, creem cheese, endro, alcaparras, sal, pimenta.

    Terrine Du Maison

    Fígado de galinha marinado ao vinho do Porto, erva da Provance, sal, pimenta, mix de carne suína e vitela. 
    A partir do dia 26 de julho estarei aceitando encomendas.
    Valores:
    Terrine de Salmão 200g 30 reais.
    Terrine Du Maison 200g 15 reais.
    Terrine Du Maison 1k 65 reais
    Entre em contato pelo mari.russi@gmail.com

    quarta-feira, 30 de junho de 2010

    Risotos

    Risoto não passa de uma sopa seca. Foi assim que começou o risoto, uma sopa para alimentar os agricultores.  Não tem nada de mais, não me canso de falar isso.  O risoto não tem segredo nenhum. Mentira tem sim, bons ingredientes. Um bom arroz, um bom caldo … enfim boas matérias primas. E é só. O tempo de cozimento dele pode variar, dizem que em 18 minutos se faz um risoto. A quantidade  e a marca do arroz, se o caldo não esta tão quente o tempo aumenta. Em geral de 18 a 35 minutos você tem um risoto. Não fique preso ao tempo, vá provando quando estiver bem al dente, comece a finalizá-lo.
    Vou deixar 4 dicas para dar certo.


    1. Uma panela grande e rasa, para evaporar melhor os líquido.
    2. Usar um bom caldo, porque ele é a base do risoto ele que vai dar o sabor ao arroz. E usá-lo bem quente para não cortar o cozimento do grão. (A Knorr lançou caldos em potinhos, eu experimentei e acho que vale a pena é um excelente quebra galho)
    3. Manteiga bem gelada para finalização para dar brilho ao risoto

    4. E ir provando o arroz enquanto é feito, só assim você sabe quando ele esta no ponto.

    Depois me contem como ficou.
    Risoto de Funghi


    • 400g de arroz arbóreo
    • 2 litros de caldo de legumes.
    • 1/2 cebola roxa picada
    • 150g de funghi seco
    • 1 dente de alho bem picadinho.
    • 1/2 cálice de vinho do porto
    • 1 cálice de vinho banco seco.
    • 2 colheres de sopa de manteiga bem gelada
    • 2 punhados de queijo ralado parmesão
    • Sal pimenta a gosto, cuidado que os caldos prontos já vêm salgados.

    Lavar os cogumelos para tirar a terra que sempre fica um pouco, colocá-los para hidratar com o vinho do porto e completar com água. Depois de hidratado escorrer. Na panela que será feito o risoto refogar o alho com azeite de oliva e os cogumelos. Reservar. Na mesma panela, refogue a cebola até suar, junte o arroz por 2 minutos e logo coloque o cálice de vinho. Quando secar o vinho coloque aos poucos o caldo quente mexendo sempre. 10 minutos depois do começo junte os cogumelos ao arroz. Continue  colocando caldo e mexendo. Quando o arroz estiver al dente. Desligue o fogo e acrescente a manteiga e o queijo. Prove de sal e pimenta.
    Deixe a panela tampada por 3 minutos e sirva. Com azeite de oliva e mais queijo ralado.

    terça-feira, 22 de junho de 2010

    O Feijão Que Não da PUM!!

    Dia desses estava eu conversando com uma amiga que me perguntou o que poderia colocar no feijão não fermentar tanto na barriga do seu companheiro. Respondi que a única erva que diminui os gases é a segurelha, mas que não adianta muito também.
    Como fui criada em um meio predominantemente masculino, isto quer dizer que estou completamente acostumada aos seus sons e cheiros. Isso nem me perturba tanto, porem fui pesquisar e descobri com uma nutricionista um feijão originário do Japão, o feijão AZUKI.
    Para aquelas que estão começando a ter a convivência com esses exemplares barulhentos e se incomodam com isso deixo essa dica. Ele além de não fermentar muito é rico em proteínas, fósforo, cálcio, ferro, potássio, zinco ... Ótimo pra hipertensão, diabetes, e tem propriedades diuréticas. Contudo não tem o mesmo sabor do nosso feijão preto. Mas é muito gostoso.
    Pode e deve ser feito da mesma maneira do nosso tradicional feijão preto. Deixe de molho de um dia para o outro, escorra a água. Coloque na panela de pressão, cubra com água nova sem sal e uma folha de louro. Depois de pegar pressão mais 30 minutos em fogo médio e este pronto para ser temperado.
    A receita que vou deixar é para o inverno que está ai.
    Uma sopinha de feijão com legumes.

    • 300g de feijão azukiu
    • 1 pimenta dedo de dama sem semente
    • 3 batatas
    • 4 cenouras
    • 1 cebola roxa
    • 1lata de tomate pelado
    • 2 talos de aipo com as folhas
    • 1 alho poro, em rodelas e só a parte branca
    • 1 chuchu
    • 500g de lingüiça
    • Água quanto baste
    • Sal e pimenta
    • Queijo ralado
    • Azeite extra-virgem

    Salsa, manjericão, manjerona, orégano, alecrim, picadinhos para a finalização.
    Corte todos os legumes em cubos de mais ou menos 2cm. Pique as folhas do aipo e a pimenta bem pequenininha. Como se fosse um tempero.
    Em uma panela, coloque um fio de azeite e refogue a cebola e a lingüiça. Acrescente todos os legumes, a pimenta e as folhas do aipo também. Cubra com água. Deixe cozinhando por 20 minutos em fogo baixo.
    Em quanto isso cozinhe o feijão na panela de pressão.
    Depois de cozido o feijão escorra e junte a sopa. Cozinhe por mais 30 minutos. Acrescente as ervas picadas. Acerte o tempero, sal e pimenta.
    Sirva com queijo ralado e um fio de azeite de oliva.

    quinta-feira, 10 de junho de 2010

    Filé para os Namorados

    Fiquei pensando o que mais poderia sugerir aos casais apaixonados, quem sabe uma sopa? Humm ... meio brochante, veio a imagem de dois velinhos comendo uma sopinha, deixamos as sopas para dias mais casuais. Então pensei porque não um filé.
    Sem fazer propaganda nenhuma até porque não ganho nada de ninguém, mas no Zaffari vendem os filés em porções, limpos e facílimos de fazer, é só colocar na frigideira. Nós mulheres sempre temos nossas ressalvas em ir à cozinha para não estragar as unhas nem a escovas. Mas essa receita é garantida, nada de estragos. Esse prato pode ser feito em duas etapas. Finalizar na hora de comer.
    Filé com Geléia de Cabernet Souvignon e Queijo Gorgonzola.
    • 2 Porções de file mignon, entre 150g e 200g cada.
    • 4 colheres generosas de geléia de Cabernet – pode ser outra geléia, ao gosto do freguês.
    • 1 calice de vinho tinto, de preferência o mesmo do geléia.
    • 2 fatias também generosas de gorgonzola.
    • Sal e pimenta a gosto
    Batatas ou legumes cozidos para acompanhar.
    Temperar os filés com sal e pimenta. Em uma frigideira quente e com um pouco de azeite de oliva colocar os files por 3 minutos de cada lado. Retirar os filés e colocar em uma forma. Na mesma frigideira colocar os vinho e a geléia deixar reduzir por 4 minutos, mexendo sempre. Reserve. Isso pode ser feito antes e deixar o files na geladeira. Aproveite para cozinhar as batatas ou legumes.
    A noite retire os filés uns 10 minutos antes da geladeira. Coloque-os com o queijo por cima no forno pré-aquecido, bem quente. Deixe 5 minutos para filés ao ponto. Enquanto isso aqueça a redução e as batatas, acerte o sal e pimenta.
    Em prato bem bonito coloque o molho e por cima o filé. Sirva com as batatas ou legumes.

    terça-feira, 8 de junho de 2010

    Fondue De Nutella

     Como prometi essa semana vou postar receitinhas para o dia dos namorados. Hoje é uma receita de  sobremesa, porque não pode faltar um docinho pra dar mais energia aos amantes. E porque não fazer a mais tradicional sobremesa, um fondue? Mas esse é diferente é com nutellla, sabe o recheio do Ferreiro Rocher? Isso ai. O bom do fondue é que podemos usar a imaginação, só cuidado que vai estar quente.

    FONDUE DE NUTELLA

    • 1 Pote grande de Nutella
    • 1 Caixinha de creme de leite
    • Leite condensado, a gosto. Eu  uso menos que meia lata.
    • Frutas

    Em uma panela especial para fondue coloque o creme de leite e o Nutella, mexa bem e leve ao fogo baixo até estar quente e tudo misturados. Coloque aos poucos o leite condensado, para não ficar muito doce. Mas quem gosta de bem doce manda ver fica muito bom.
    Você pode deixar pronto e só esquentar na hora de servir.
    Coloque no réchaud, e boa noite!!

    quinta-feira, 3 de junho de 2010

    Camarões Apimentados Para o Dia dos Namorados

    Estamos a nove dias do Dia dos Namorados, esse ano vai cair em um sábado. Sabe o que isso quer dizer? Restaurantes lotados, atendimento péssimo e o garçom querendo rodar a mesa. Então, porque não fazer uma jantinha em casa quem pode?!
    Como já falei aqui uma vez acredito que o afrodisíaco esta na cabeça de cada um.  Mas tem coisas que ajudam a criar um clima. Como uma comida apimentada que esquenta e você tira a roupa, velas deixam uma luz mais bonita e disfarçam defeitos. Comidas leves, poções reduzidas,  ninguém quer ficar atulhado, quebrando o clima tendo que tomar um sal de fruta. Um docinho sempre vem bem para o depois.  A bebida, bom como a maioria das mulheres são fracas para bebida, quem sabe um bom champagne Brut? Champagne sempre foi à bebida preferida dos amantes. Dizer que as borbulhas, perlage, são altamente afrodisíacas.
     A receita de hoje é

    Camarões Grelhados com Manteiga, Limão e Pimentas

    • 500g camarões grandes +ou - 20 camarões
    • 30g de manteiga sem sal derretida
    • 2 col. Sopa de azeite extra virgem
    • 2 dentes de alho amassados
    • 1 pimenta malagueta sem semente
    • 1 pimenta jalapeña ou outra pimenta verde sem semente
    • ½ col. Chá de sal
    • ½ col. Chá de pimenta
    • Suco de um limão grande
    • 3 col. Sopa de salsinha picada
    • 2 limões cortados ao meio.
     Modo de Fazer:
    2 dias antes você pode misturar a manteiga com as pimentas, guardá-las em geladeira e derretê-las antes do preparo no microondas. E deixar os camarões limpos na véspera.

    Com uma faca afiada limpe os camarões por trás, o lado externo da curva. Cuidado não corte tudo, mas uma parte para abri-los. Lave em água corrente e seque com papel toalha.
    Aqueça o forno em temperatura media. Distribua os camarões em uma assadeira rasa e coloque a manteiga derretida com as pimentas e o azeite por cima. Espalhe o alho e o sal.
    Asse por 1 ou 2 minutos até os camarões estarem rosados.
    Salpique o suco de limão, as raspas do limão e a salsa fresca. Sirva com as fatias de limão.

    quinta-feira, 27 de maio de 2010

    Sopa de Cebola

    sopa_de_cebola_peq Foi o meu pai, Dirceu Russi, quem criou o bar Zelig na cidade baixa. Eu adorava aquele lugar, dormia na parte de cima, em duas cadeiras. O Zelig foi criado para ser um bar de inverno e servir sopas. Apesar de meu pai não saber fritar um ovo ele é um gourmand. Adora comer bem e sempre trouxe para Porto Alegre  novidades na área de gastronomia e diversão. Hoje tem uma nova geração ai , mas como quem foi rei nunca perde  a majestade… ele sempre será lembrado por fazer por Porto Alegre coisas incríveis. Como o Zelig que infelizmente não é mais um bar de sopas.

    Famosa Sopa  Francesa de Cebolas
    • 500g de cebolas. Qualquer tipo, mas indico usar a os três tipo, roxa, branca e perola.
    • 4col. de sopa de manteiga
    • 1 col. de sobremesa de açúcar
    • 1 1/2 litros de caldo de carne
    • 12 fatias de pão amanhecido
    • 1 1/2 xic. de queijo Gruyère ralado.
    • Pimenta do reino e sal a gosto. Se usar o caldo pronto cuidado com o sal.
    Modo de fazer:
    Cortar as cebolas em fatias finas. Aquecer a manteiga e refogar as cebolas em fogo baixo, polvilhar com o açúcar e continuar cozimento até que fiquem douradas. Despejar no caldo de carne fervente e deixar no fogo por cerca de 15 minutos. Coar.
    Passar manteiga nas fatias de pão e tostá-las. Colocar as fatias no fundo de um prato refratário ou em tigelas de barro individuais (2 fatias para cada tigelinha). Colocar a sopa. Polvilhar generosamente com queijo ralado, e deixar dourar no forno bem quente, ou melhor, no grill no forno.
    Servir imediatamente.

    segunda-feira, 24 de maio de 2010

    Boeuf Bourguignon

    Sexta passada completei 29 anos. Não, não não, … Não  tive nenhuma crise, muito pelo contrario comemorei e muito, e espero que seja assim sempre.
    A única coisa que senti falta foi do prato principal do meu aniversário que minha mãe faz desde de que eu me entendo por gente. E olha que eu achava que era gente muito antes de ser.
    É um prato francês, um cozido maravilhoso. Estou falando do Boeuf Bourguignon. Nada de complicado, como eu falei um cozido. Essa receita minha mãe aprendeu com uma francesa, e me passou. Sempre que esfria convido meus amigos no inverno para saborear essa iguaria cheirosa e de sabor muitíssimo rico. Que me lembra aniversário.
    Boeuf Bouguignon



    • 1 kg de carne –Alcatra ou musculo cortados em quadrados de 5cm
    • 120g de bacon em quadrados de 5 cm
    • 50g de manteiga
    • 1 cebola pequena
    • 2 col.. de sopa de açúcar
    • 150g de champignon fresco
    • 30g de farinha de trigo
    • 2 cenouras em rodelas
    • 1 garrafa de vinho tinto seco
    • 300ml de caldo de carne
    • 1 amarrado de temperos – 1 folha de louro, 1 ramo de tomilho, alecrim, manjerona, salsa, aipo, alho poró.


    Modo de fazer:
    Derreter a manteiga em uma panela de fundo grosso. Colocar o bacon pra fritar. Retire da panela o bacon depois de bem dourado e reserve. Na gordura do próprio bacon com a manteiga coloque a carne pra dourar, polvilhe com a farinha de trigo. Em uma frigideira a parte coloque a cebola para suar com um pouco de azeite, junte o açúcar e deixe caramelizar, coloque umas gotas de água se preciso. Adicione na panela da carne as cebolas já caramelizadas, o caldo de carne, o amarrados de temperos e vinho. Deixe cozinhando com a panela tampada por 2hs em fogo lento.
    Trinta minutos antes de servir coloque na panela os champignons limpos e cortados ao meio, as cenouras e o bacon.
    Servir com batatas cozidas no forno com alecrim.
    Dica: Eu prefiro sempre um molho mais liquido então não coloco a farinha de trigo, mas isso é gosto de casa um. E sempre faço um dia antes, esse é o segredo.

    sexta-feira, 7 de maio de 2010

    FELIZ DIA DAS MÃES!!!

    Estamos na semana dos dias das mães. Não fui criada para dar valor para essas datas comercias, então fica bem claro que presente só rola se a situação econômica do país e a minha ajudam. Mas tento agradar  fazendo um almoço, o que é difícil pois minha mãe é chefe de cozinha das mais chatas que eu conheço e ir para cozinha com ela é briga na certa.
    Então faço um tradicional galetinho, que deixo marinando de um dia para outro, na cerveja ou no vinho branco, com sálvia, importantíssimo para dar gosto ao galeto, alecrim, manjerona, cebolinha, manjericão, uns dois dentes de alho, uma cebola, tudo picada grosseiramente. Um pouco de chimichurri, e um pedaço de bacon que depois vai para o espeto junto com o galeto.
    E o acompanhamento salada de radite com cebola e bacon e claro aqui nunca pode faltar, uma polenta mole.

    Para a minha mãe que eu amo e que me ensinou tudo da cozinha e da vida!
    FELIZ DIA DAS MÃE!!!

    Polenta mole com queijo
    • 2 litro de água
    • 4 xícaras de farinha de milho moída média
    • 1 col. Sopa de sal
    • 1 xícara de queijo provolone defumado ralado
    • ½ xícara de queijo gruyere
    • ½ xícara de queijo parmesão
    • 2 dentes de alho picado
    • 3 colheres de azeite de oliva
    •  Sálvia a gosto
    •  Modo de fazer:
    Em uma panela de fundo grosso colocar a água, o sal e 1 colher de sopa de azeite, antes de ferver coloque a farinha mexendo com um fuê, até toda ela estar desmanchada e sem grumos. Depois mexa com uma colher de pau. Abaixar o fogo e deixar cozinhando de 40 a 50 min. Se precisar coloque um pouco mais de água. Mexendo de vez em quando.
    Vai grudar um pouco da polenta no fundo da panela é normal.
    Em uma frigideira, coloque o restante do azeite e refogue o alho e sálvia picados.
    Quando a polenta estiver cozida derrame sobre polenta o azeite com alho e sálvia, e os queijos, mexa bem. A consistência tem que ser cremosa.

    Sirva em um prato bem bonito para sua mamãe, tenho certeza que ela ira adorar.

    PS: para os que não tem tempo ou não curtem tanto a cozinha faça a famosa Polentina. E acrescente depois o azeite temperado e os queijos. Não ficara tão boa quanto a polenta feita com farinha milho, mas ficara boa.

    segunda-feira, 3 de maio de 2010

    De Volta

     Finalmente conheci New York, e descobri porque tanta gente é apaixonada por essa magnifica cidade. Vibrante, cheia de idiomas, cheiros, cores … Tudo que comi era bom, cada restaurante,  pizzaria, café ou Deli era magnifico. Falando em Pizzaria que pizza!!Fui a um dos restaurantes de comida Thai do Chef Jean Georges e claro comi maravilhosamente bem.
    Fui também aos vinhedos de Santa Barbara, que cidade linda, diferente da borbulhante NY, Santa Barbara e seus vinhedos são calmos com alfazemas e alecrim por toda a cidade.
    O que mais me encantou, foi os azeites de oliva de Los Olivos. Sou apaixonada por esse liquido dourado e mais que vinhos trouxe na mala azeites de primeira qualidade.
    É bom viajar mas é muito bom estar em casa novamente.

    Pra curtir uma noite boa e simples ao estilo NY.
    • 300g de massa penne
    • 2 col. de sopa de manteiga aviação com sal
    • bastante queijo emmenthal ralado
    • Pimenta do reino moída na hora
    • 5 folhas de sálvia.
    Modo de fazer.
    Cozinhar a massa al dente. Acrescentar a manteiga rasgar as folhas da sálvia, ralar a pimenta e o queijo. Misture tudo. Acerte o sal, regue com um fio de azeite de oliva.
    Acredite simples e maravilhosa. Se quiser conquistar o acompanhante abra um vinho tinto.

    quinta-feira, 8 de abril de 2010

    Cogumelos Recheados


    Quem freqüentou o Jazz Café  deve ter comido os cogumelos recheados. Eu fiquei fã desta receita. Hoje todo mundo fala nos cogumelos da Maria e não do Jazz.
    Pode ser uma entradinha ou um acompanhamento. Se fizer com os cogumelos paris pequenos podem ser servidos como canapés. Sucesso garantido, porque além de gostosos ficam muito bonitinhos.

    Ingredientes:
    • 6 cogumelos paris grandes
    • 1 molho de espinafre
    • 100 g de bacon picadinho
    • Azeite de oliva
    • Sal
    • Pimenta
    • Noz-moscada
    • Tomilho
    • 1/2 cebola picada
    • 2 dentes de alho bem picados
    • 1 colher de sobremesa de maisena
    • 200g de creme de leite fresco
    • 6 fatias grossa de queijo gorgonzola
    • Retirar os cabos dos cogumelos e picar, reservar.
    Modo de fazer:
    Com uma colher cavar um pouquinho os cogumelos para depois entrar o recheio.
    Cozinhar o espinafre depois de limpo em uma panela com água fervente por 4 minutos.
    Escorra bem e coloque o espinafre no processador, até ficar um creme
    Em uma frigideira refogue com um pouco de azeite de oliva o bacon até ele ficar dourado, junte a cebola e doure junto com o alho
    Adicione os cabos dos cogumelos até soltar um pouco de água, junte o espinafre
    Tempere com sal, pimenta, noz-moscada e tomilho a gosto
    Dissolva a maisena em um pouquinho de água fria.
    Junte ao refogado o creme de leite e a maisena diluída
    Deixe engrossar um pouquinho cerca de 5 minutos.Reserve
    Pré-aqueça o forno
    Unte uma forma retangular com um pouco de azeite de oliva, que caiba os 6 cogumelos
    Coloque-os na forma e passe em cada um uma pitadinha de sal, pimenta e um fio de azeite de oliva
    Recheie e por cima coloque uma fatia generosa de gorgonzola
    Leve ao forno médio por 25 minutos ou até derreter o queijo

    quarta-feira, 31 de março de 2010

    Molho Béchamel ou Molho Branco ou ainda Molho Balsamella.

    Fico muito feliz quando tenho feedback dos meus posts.
    Essa semana durante a aula de natação o meu professor,  disse que lera o blog, fico muito feliz em saber que alguém o leia, mas pra minha felicidade maior ele pediu uma receita, de molho Branco. E ai a vai.
    Na verdade o molho branco se chama molho Béchamel, um molho que é preparado à base de manteiga, farinha e leite temperado quente. Utilizado em vários pratos salgados, principalmente a base de vegetais, ovos e peixes.
    Dizem que o inventor foi o Marquês de Nointel, Louis de Béchamel, financista francês e assessor do rei Luís XIV. Mas contam as más línguas que na verdade ele se apropriou da receita que já era usada na Itália desde o inicio do século XIV, sendo tradicional na região de Cesana, junto ao mar Adriático. Na região o molho recebia o nome de Balsamella.
    Essa coisa de assessor se apropriar de coisas que não são deles já vem de muito tempo, pelo menos antes era uma receita.

    Molho Béchamel
    • 1litro de leite
    • ½ cebola
    • 1 folha de louro
    • 3 unidades de cravo da índia
    • 60gr de manteiga
    • 60gr de farinha de trigo
    • Sal, pimenta e noz-moscada a gosto.

    Modo de fazer
    Espetar a folha de louro com os cravos na cebola. Ferver o leite junto com a cebola. Reservar.
    Em uma panela de preferência de fundo grosso, derreter a manteiga sem deixar queimar, acrescentar a farinha de trigo mexendo rapidamente, essa mistura se chama roux. Cozinhar a farinha sem que ela tome cor, em fogo baixo. Isso é necessário pra que o molho não fique com gosto de farinha. Com a ajuda de um fuê, misture o leite aos poucos sem deixar formar grumos. Temperar com sal pimenta e noz-moscada.
    Cozinhar aproximadamente 10 minutos.
    Se quiser um molho mais espesso deixar mais tempo cozinhando.
    PS: Posso garantir que o molho vai dar certo se usar as mesmas quantidades para a farinha e manteiga. Sem ter que usar o molho de liquidificador que sempre deixa o molho com gosto de comida de hospital.

    sexta-feira, 26 de março de 2010

    Ovinhos de amendoim doce

    Páscoa, assim como natal me lembra a minha infância. A ansiedade de dos presentes, dos ovos que iríamos ganhar. A briga pra saber quem ganhou o ovo maior, roubar os bombons dos meus irmãos, na verdade eles que roubavam de mim. Mas o que eu mais sinto saudade é dos ovinhos que a minha avó fazia recheados com amendoim doce. Ela furava o ovo da galinha só em baixo depois pintava os ovos e recheava com o amendoim e fechava com uma forminha de docinho.
    Como eu tenho saudade destes tempos,   da minha avó, da casa cheia, das brigas. Pra matar a saudade esse ano vou fazer os ovinhos para descobrir se e ainda tem o mesmo gosto.
    Ingredientes

    • 12 cascas de ovos lavadas e pintadas a sua melhor maneira
    • 500g de amendoim cru
    • 2 xíc. de açúcar
    • 1 xíc. de água
    • 1 col. de sopa de óleo de milho

    Modo de fazer
    Coloque todos os ingredientes em uma panela grande, leve ao fogo médio. Mexa sempre até secar. Depois de cozidos e secos, espalhe em uma forma e deixe esfriar. Depois de frio leve ao forno por mais ou menos 10 minutos.
    Deixe esfriar novamente e recheie os ovinhos.

    quinta-feira, 25 de março de 2010

    Bolo de chocolate

    sufle-chocolate
    As vésperas da páscoa não poderia faltar uma receita de chocolate.
    Essa receita não é um petit gateau nem um suflê, mas é uma junção dos dois e é uma delicia. É perfeita para uma sobremesa com cafezinho, ou a qualquer momento com uma bola se sorvete de creme ou uma geléia de morango. A parte chata é que tem que ter potinhos que vão ao forno, mas para quem não tiver pode fazer em forminhas de empada vai menos massa e o tempo de forno é um pouco menos.
    Pode deixar a massa pronta e colocar no forno na hora de servir eu gosto de comer quentinho.

    Ingredientes


    • 100g de chocolate amargo – de preferência 70% cacau
    • 100g de manteiga amolecida
    • 200g de açúcar
    • 4 ovos
    • 50g de farinha
    • ¼ de colher de bicarbonato de sódio
    • Uma pitadinha de nada de sal
    Modo de Fazer
    Pré aqueça o forno a 180C.
    Derreta o chocolate em banho Maria. Espere esfriar.
    Bater os ovos e o açúcar até formar um creme, se tiver batedeira é mais fácil. Junte delicadamente a farinha de trigo peneirada, o bicarbonato e o sal. Misture o chocolate já morno.
    Divida em 8 forminhas até um pouquinho mais que a metade da forma. Porque ele cresce.
    Asse por 25 minutos.
    PS: Os bolinhos vão murchar logo depois de saírem do forno, ai que entra a bola de sorvete ou a geléia.

    segunda-feira, 15 de março de 2010

    PÁSCOA - Chocolate X Bacalhau


    Por mais incrível que possa parecer eu não sou muito chegada a chocolate, claro que como um bolo de chocolate, um chocolate quente no inverno, mas não sou chocólatra, muito pelo contrario. E páscoa pra mim é bacalhau, isso sim sou apaixonada!
    Poderia comer toda a semana se não fosse pelo exorbitante preço. Ano passado ganhei um quilo de bacalhau, foi muito melhor que qualquer ovo de páscoa que já ganhei em toda a minha vida.
    Minha mãe faz o melhor arroz de bacalhau e é dela a receita que vou deixara aqui pra vocês. É muito bom é fácil de fazer. Esse prato rende bastante e como na páscoa é tempo de reunir a família aproveitem. Hoje em dia tem lugares que vendem o bacalhau dessalgado que é uma mão na roda.

    Só peço uma coisa, não economizem no azeite de oliva, essa é a alma do prato.


     ARROZ DE BACALHAU DA ELAINE
    • 1k de bacalhau dessalgado
    • ½ litro de leite
    • 1 cebola picada
    • 1 dente de alho amassado
    • 2 pimentões vermelhos em tiras
    • 1 pimentão amarelo em tiras
    • 250g de azeitonas pretas sem caroço
    • 250g de azeitonas verdes sem caroço
    • 250 ml de azeite de oliva português, no mínimo
    • 2 maços de brócolis cozidos al dente – só em água e sal.
    • Pimenta vermelha a gosto
    • Açafrão
    • 4 xícaras de arroz
    • Ovos, salsinha, queijo ralado e azeite de oliva para enfeitar.

     Ferva o leite e coloque o bacalhau para cozinhar por 6 minutos. Retire e deixe-o em lascas não muito pequenas. Reserve.
    Cozinhe o arroz com açafrão para dar uma cor bonita. Reserve.
    Refogue a cebola e o alho com o azeite. Coloque as lascas do bacalhau junto, deixe o bacalhau sugar todo o azeite de oliva e absorver o sabor do refogado. Junte as azeitonas os pimentões e a pimenta vermelha, prove o sal e se necessário corrija, mas lembre-se que o bacalhau e as azeitonas já são salgados então prove sempre antes de colocar sal.
    Em um prato de ir a mesa coloque o arroz e misture com o bacalhau e os brócolis previamente cozido e quente. Mexa com cuidado para não deixar o bacalhau muito miúdo. Enfeite com ovos cozido, salsinha, queijo ralado e mais azeite de oliva.

    Rende 8 porções bem servidas.


    sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

    Arriba!!!


    Quem me conhece a mais tempo sabe que tenho um fraco por Tequila. Pode a bebida da moda ser o que for, mas a minha sempre será Tequila. Pura com limão e sal. Para acompanhar claro uma cerveja mexicana Sol de preferência.

    Ontem aqui em casa foi instituída a noite mexicana, como não tenho mais saúde para só beber, então fiz um chilli para acompanhar as tortillas, famosos Doritos e claro uns burritos. A noite foi diveridissíma. Musica latina pra dançar, Tequila, cerveja gelada e muito chilli. Madre de Dios!!!!

    O chilli no México cada família tem a sua receita, então vou deixar a minha que não é a tradicional, claro por que é minha. Mas é um espetáculo e rende bastante, quanto mais gente melhor. Pra quem quiser assistir a Copa do Mundo aqui em casa já vou deixando a dica do cardápio.

    Chilli com Carne.


    • 500gr de carne moída ou picada a mão em pedaços de 0,5cm.

    • 200 gr de Bacon picado

    • 1 cebola picada

    • 1 dente de alho

    • 1 cenoura picada

    • 1 pimentão vermelho picado

    • 2 latas de tomates pelados pode ser molho de tomate

    • 300ml de caldo de carne

    • 4 conchas de feijão cozido só os grão.

    • 1 concha de caldo de feijão

    • 1/2 col de sobremesa de semente de coentro

    • 1/2 col de sobremesa de semente de cominho

    • 1/2 col de sobremesa de canela em pó

    • pimenta vermelha fresca fatiada - a gosto

    • pimenta vermelha seca - tipo chilli - a gosto

    • Sal e pimenta preta.
    Eu particularmente não gosto, mas o coentro vai muito bem com esse prato picadinho no final. Pode ser substituído por salsa.
    Em uma frigideira anti aderente, coloque as sementes do cominho e coentro sem azeite e coloque no fogo até elas torrarem. Retire e passe por um processador ou se tiver esmague com um pilão.
    Em uma panela refogue a bacon, cebola e alho até dourar, acrescente a carne e refogue até começar a soltar água. Adicione as sementes já moídas, as pimentas um pouquinho de sal. Mexa bem e coloque o restante dos ingredientes. Deixe cozinhando por 2hs em fogo baixo, mexa de vez enquanto a panela para não grudar em baixo. Se precisar coloque um pouco de agua. Prove de sal e pimenta. Se necessário corrija.

    Bom apetite e boa festa!!


    quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010


    Com esse calor quem quer pensar em ficar enfornado em uma cozinha?!?!
    O meu passatempo preferido é ir ao shopping, não que eu seja uma compradora compulsiva, muito pelo contrario, mas o ar condicionado de lá ... hummm que maravilha!

    Se você assim como eu fica na cidade vou deixar a minha dica, no Shopping Iguatemi tem frozen yogurt, que eu amo, mesmo não sendo grande fã de sorvete. Vá e peça um mix de chá verde e natural com mel, amêndoas e a fruta que mais gostar.

    E para o fim de semana quem não tem clube, amigos na praia para se escalar, vá até a Marina Amo Flores, que fica na Ilha das Flores. O restaurante de lá é ótimo fica quase dentro do Rio Guaíba. O lugar é lindo e dono, o Jorge é um querido. Tem uns pasteis, bolinhos e um peixinho com legumes que são excelentes. Mas o melhor e que você esquece que esta em Porto Alegre. O POR DO SOL É MARA! Só o barulinho da agua e das lanchas passando .

    Bom calor para todos vocês e quem tiver mais dicas de como enfrentar esse verão escaldante por favor me diga.

    sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

    Arroz Preto


    Como todos sabem sou uma mulher de fases. Estou na fase do Arroz preto. Adorei a consistência adorei a sabor rico e suas mil diversidades. Não é um arroz para o dia dia, mas para quando se quer impressionar os convidados é uma ótima opção.
    Com frutos do mar casa com perfeição assim como queijo e goiabada.
    Alem se ser muito gostoso tem mil vantagens sobre o seu primo pobre o arroz branco, é menos calórico, promove melhoria na função celular, no fluxo sanguíneo, na oxigenação dos tecidos e do cérebro, harmonizando as funções dos órgãos internos. Mil e uma utilidades.

    Tenho visto muitas receitas com ele, eu mesma fiz um risotto com os mesmos passos que o tradicional, deu um trabalho e os meus convidados foram comer próximo da meia noite, o único defeito dele é que demora muito mais para cozinhar que os outros arrozes. A minha dica é sempre que for utilizar o arroz preto, deixe ele pré cozido e al dente, finalize com o que você bem entender.

    Arroz preto com lulas e salada de rúcula e molho mel e limão

    • 1 cebola pequena picadinha
    • 1 col. de manteiga

    • 2 xic de arroz negro

    • 3xic de agua quente

    • 1 1/2 de vinho branco.

    • Sal e pimenta a gosto



    • 500gr de lula em anéis

    • farinha de trigo

    • curry

    • 5 col de mel
    • suco de 2 limões
    • 1 col manteiga
    • + Salada de rúcula
    Refogue a cebola na manteiga, junte o arroz frite por 2 minutos, adicione o vinho e deixe evaporar todo o álcool, junte a agua e cozinhe. Eu fiz em panela de pressão para ser mais rápido mas cuidado para não perder o ponto do arroz que deve ser al dente. NA PANELA DE PRESSÃO DEPOIS DE PEGAR PRESSÃO 18 MIN. FORAM SUFICIENTES.

    Passe os anéis de lula na farinha misturada com o curry e em uma panela anti-aderente com pouco de azeite de oliva saltei-as. Reserve

    Em uma panela pequena derreta a manteiga e junte o mel, adicione o suco dos limões. Reduza por uns 5 min. em fogo baixo. Reserve.
    Misture o arroz quente e os anéis de lula, coloque uma boa colher de manteiga para amanteigar o arroz, prove se sal e pimenta.
    Sirva com salada de rúcula e o molho de mel e limão.
    Essa é uma receita bem básica para provar o gosto do arroz que é ótimo.
    Fez o maior sucesso, espero que na casa de vocês também faça.

    segunda-feira, 11 de janeiro de 2010



    Esse fim de semana fui a Gramado ver um dos últimos shows do Natal luz, que por sinal é muito legal e emocionante. Aproveitei pra ir ao meu lugar favorito na serra, Hotel La Hacienda. Toda vez que vou almoçar ou jantar neste lugar incrível, é magico. O lugar é lindo, a musica é ótima, a vista é perfeita e a comida é muito boa e o melhor não é um absurdo de cara.
    Se tiver a oportunidade de ir até lá, por favor vá.
    Quem lê o meu blog, vai ver que eu repito sempre as mesma qualidades nos lugares que eu gosto, ambiente, musica, atendimento e comida, hoje em dia não adianta ter um excelente cheff se você não tem esse outros componente. Para ser um lugar ser especial tudo tem que conspirara para isso.
    Para quem vai a praia vou deixar a receita de Molho Chili Barbecue, para comer com salmão, mas repito coloque uma boa musica, uma toalha de mesa bem bonita, se arrume e chame os mais queridos amigos. Tenho certeza que o dia ou a noite vai ser ótima.


    • 2 col de manteiga
    • 1 cebola roxa pequena e picada
    • 1 dente de alho picado
    • 6 tomates em cubos
    • 3 col de ketchup
    • 2 col de mostarda Dijon
    • 2 col de açúcar mascavo
    • 1 col de mel
    • 1 col de chá de pimenta cayna
    • 1 col chá de paprica picante
    • 1 col de molho inglês
    Em uma panela refogue a cebola e o alho na manteiga, adiciona os tomates e deixe cozinhar por 15 min. Adicione o restante do ingredientes e deixe cozinhando mais 20 min. Resfrie e passe o molho por um processador de alimentos e depois passe na peneira. Coloque em um vidro e use sempre que precisar. Com salmão grelhado é otimo para o verão.

    segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

    2010 !!!

    Aproveitei esse dias pra curtir o maridão, visitar a família dele em São Paulo, curtir uma paria em Atlântida, para matar a saudade da minha infância.
    Curti umas ferias a dois.
    Em São Paulo com sempre fui ao JAM melhor restaurante japonês. Sempre que vou a São Paulo vou lá. Tem uma clima gostoso, musica boa e uma comida maravilhosa. Pena que não tenho fotos, as que tenho não são publicáveis, muito saquê.
    Fui também ao mercado publico comer um pastel de bacalhau, no Hocca, excelente!!
    Conheci o Olivier Anquier no restaurante dele, L'Entrecôte De ma Tante, é um pão aquele homem! Querido, encantador, atencioso. A comida é um prato único, claro um entrecôte, com o molho de ervas e batatinhas fritas.
    Fui a Búzios onde comi maravilhosos frutos do mar.
    Conto isso pra dizer que voltei com baterias recarregadas, cheia de ideias, muitas coisinhas boas para preparar esse ano que começa!

    Então preparem-se, que esse ano tem Maria Antonia com EVENTOS GATRONÔMICOS, aceitamos encomendas de jantares, vamos até a sua casa cozinhar, fazemos festas, reuniões coffee breakes ...

    Outras informações eu passo em outro post.

    Feliz Ano Novo, Feliz 2010!!!!