quarta-feira, 31 de março de 2010

Molho Béchamel ou Molho Branco ou ainda Molho Balsamella.

Fico muito feliz quando tenho feedback dos meus posts.
Essa semana durante a aula de natação o meu professor,  disse que lera o blog, fico muito feliz em saber que alguém o leia, mas pra minha felicidade maior ele pediu uma receita, de molho Branco. E ai a vai.
Na verdade o molho branco se chama molho Béchamel, um molho que é preparado à base de manteiga, farinha e leite temperado quente. Utilizado em vários pratos salgados, principalmente a base de vegetais, ovos e peixes.
Dizem que o inventor foi o Marquês de Nointel, Louis de Béchamel, financista francês e assessor do rei Luís XIV. Mas contam as más línguas que na verdade ele se apropriou da receita que já era usada na Itália desde o inicio do século XIV, sendo tradicional na região de Cesana, junto ao mar Adriático. Na região o molho recebia o nome de Balsamella.
Essa coisa de assessor se apropriar de coisas que não são deles já vem de muito tempo, pelo menos antes era uma receita.

Molho Béchamel
  • 1litro de leite
  • ½ cebola
  • 1 folha de louro
  • 3 unidades de cravo da índia
  • 60gr de manteiga
  • 60gr de farinha de trigo
  • Sal, pimenta e noz-moscada a gosto.

Modo de fazer
Espetar a folha de louro com os cravos na cebola. Ferver o leite junto com a cebola. Reservar.
Em uma panela de preferência de fundo grosso, derreter a manteiga sem deixar queimar, acrescentar a farinha de trigo mexendo rapidamente, essa mistura se chama roux. Cozinhar a farinha sem que ela tome cor, em fogo baixo. Isso é necessário pra que o molho não fique com gosto de farinha. Com a ajuda de um fuê, misture o leite aos poucos sem deixar formar grumos. Temperar com sal pimenta e noz-moscada.
Cozinhar aproximadamente 10 minutos.
Se quiser um molho mais espesso deixar mais tempo cozinhando.
PS: Posso garantir que o molho vai dar certo se usar as mesmas quantidades para a farinha e manteiga. Sem ter que usar o molho de liquidificador que sempre deixa o molho com gosto de comida de hospital.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Ovinhos de amendoim doce

Páscoa, assim como natal me lembra a minha infância. A ansiedade de dos presentes, dos ovos que iríamos ganhar. A briga pra saber quem ganhou o ovo maior, roubar os bombons dos meus irmãos, na verdade eles que roubavam de mim. Mas o que eu mais sinto saudade é dos ovinhos que a minha avó fazia recheados com amendoim doce. Ela furava o ovo da galinha só em baixo depois pintava os ovos e recheava com o amendoim e fechava com uma forminha de docinho.
Como eu tenho saudade destes tempos,   da minha avó, da casa cheia, das brigas. Pra matar a saudade esse ano vou fazer os ovinhos para descobrir se e ainda tem o mesmo gosto.
Ingredientes

  • 12 cascas de ovos lavadas e pintadas a sua melhor maneira
  • 500g de amendoim cru
  • 2 xíc. de açúcar
  • 1 xíc. de água
  • 1 col. de sopa de óleo de milho

Modo de fazer
Coloque todos os ingredientes em uma panela grande, leve ao fogo médio. Mexa sempre até secar. Depois de cozidos e secos, espalhe em uma forma e deixe esfriar. Depois de frio leve ao forno por mais ou menos 10 minutos.
Deixe esfriar novamente e recheie os ovinhos.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Bolo de chocolate

sufle-chocolate
As vésperas da páscoa não poderia faltar uma receita de chocolate.
Essa receita não é um petit gateau nem um suflê, mas é uma junção dos dois e é uma delicia. É perfeita para uma sobremesa com cafezinho, ou a qualquer momento com uma bola se sorvete de creme ou uma geléia de morango. A parte chata é que tem que ter potinhos que vão ao forno, mas para quem não tiver pode fazer em forminhas de empada vai menos massa e o tempo de forno é um pouco menos.
Pode deixar a massa pronta e colocar no forno na hora de servir eu gosto de comer quentinho.

Ingredientes


  • 100g de chocolate amargo – de preferência 70% cacau
  • 100g de manteiga amolecida
  • 200g de açúcar
  • 4 ovos
  • 50g de farinha
  • ¼ de colher de bicarbonato de sódio
  • Uma pitadinha de nada de sal
Modo de Fazer
Pré aqueça o forno a 180C.
Derreta o chocolate em banho Maria. Espere esfriar.
Bater os ovos e o açúcar até formar um creme, se tiver batedeira é mais fácil. Junte delicadamente a farinha de trigo peneirada, o bicarbonato e o sal. Misture o chocolate já morno.
Divida em 8 forminhas até um pouquinho mais que a metade da forma. Porque ele cresce.
Asse por 25 minutos.
PS: Os bolinhos vão murchar logo depois de saírem do forno, ai que entra a bola de sorvete ou a geléia.

segunda-feira, 15 de março de 2010

PÁSCOA - Chocolate X Bacalhau


Por mais incrível que possa parecer eu não sou muito chegada a chocolate, claro que como um bolo de chocolate, um chocolate quente no inverno, mas não sou chocólatra, muito pelo contrario. E páscoa pra mim é bacalhau, isso sim sou apaixonada!
Poderia comer toda a semana se não fosse pelo exorbitante preço. Ano passado ganhei um quilo de bacalhau, foi muito melhor que qualquer ovo de páscoa que já ganhei em toda a minha vida.
Minha mãe faz o melhor arroz de bacalhau e é dela a receita que vou deixara aqui pra vocês. É muito bom é fácil de fazer. Esse prato rende bastante e como na páscoa é tempo de reunir a família aproveitem. Hoje em dia tem lugares que vendem o bacalhau dessalgado que é uma mão na roda.

Só peço uma coisa, não economizem no azeite de oliva, essa é a alma do prato.


 ARROZ DE BACALHAU DA ELAINE
  • 1k de bacalhau dessalgado
  • ½ litro de leite
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho amassado
  • 2 pimentões vermelhos em tiras
  • 1 pimentão amarelo em tiras
  • 250g de azeitonas pretas sem caroço
  • 250g de azeitonas verdes sem caroço
  • 250 ml de azeite de oliva português, no mínimo
  • 2 maços de brócolis cozidos al dente – só em água e sal.
  • Pimenta vermelha a gosto
  • Açafrão
  • 4 xícaras de arroz
  • Ovos, salsinha, queijo ralado e azeite de oliva para enfeitar.

 Ferva o leite e coloque o bacalhau para cozinhar por 6 minutos. Retire e deixe-o em lascas não muito pequenas. Reserve.
Cozinhe o arroz com açafrão para dar uma cor bonita. Reserve.
Refogue a cebola e o alho com o azeite. Coloque as lascas do bacalhau junto, deixe o bacalhau sugar todo o azeite de oliva e absorver o sabor do refogado. Junte as azeitonas os pimentões e a pimenta vermelha, prove o sal e se necessário corrija, mas lembre-se que o bacalhau e as azeitonas já são salgados então prove sempre antes de colocar sal.
Em um prato de ir a mesa coloque o arroz e misture com o bacalhau e os brócolis previamente cozido e quente. Mexa com cuidado para não deixar o bacalhau muito miúdo. Enfeite com ovos cozido, salsinha, queijo ralado e mais azeite de oliva.

Rende 8 porções bem servidas.