quarta-feira, 31 de março de 2010

Molho Béchamel ou Molho Branco ou ainda Molho Balsamella.

Fico muito feliz quando tenho feedback dos meus posts.
Essa semana durante a aula de natação o meu professor,  disse que lera o blog, fico muito feliz em saber que alguém o leia, mas pra minha felicidade maior ele pediu uma receita, de molho Branco. E ai a vai.
Na verdade o molho branco se chama molho Béchamel, um molho que é preparado à base de manteiga, farinha e leite temperado quente. Utilizado em vários pratos salgados, principalmente a base de vegetais, ovos e peixes.
Dizem que o inventor foi o Marquês de Nointel, Louis de Béchamel, financista francês e assessor do rei Luís XIV. Mas contam as más línguas que na verdade ele se apropriou da receita que já era usada na Itália desde o inicio do século XIV, sendo tradicional na região de Cesana, junto ao mar Adriático. Na região o molho recebia o nome de Balsamella.
Essa coisa de assessor se apropriar de coisas que não são deles já vem de muito tempo, pelo menos antes era uma receita.

Molho Béchamel
  • 1litro de leite
  • ½ cebola
  • 1 folha de louro
  • 3 unidades de cravo da índia
  • 60gr de manteiga
  • 60gr de farinha de trigo
  • Sal, pimenta e noz-moscada a gosto.

Modo de fazer
Espetar a folha de louro com os cravos na cebola. Ferver o leite junto com a cebola. Reservar.
Em uma panela de preferência de fundo grosso, derreter a manteiga sem deixar queimar, acrescentar a farinha de trigo mexendo rapidamente, essa mistura se chama roux. Cozinhar a farinha sem que ela tome cor, em fogo baixo. Isso é necessário pra que o molho não fique com gosto de farinha. Com a ajuda de um fuê, misture o leite aos poucos sem deixar formar grumos. Temperar com sal pimenta e noz-moscada.
Cozinhar aproximadamente 10 minutos.
Se quiser um molho mais espesso deixar mais tempo cozinhando.
PS: Posso garantir que o molho vai dar certo se usar as mesmas quantidades para a farinha e manteiga. Sem ter que usar o molho de liquidificador que sempre deixa o molho com gosto de comida de hospital.

Nenhum comentário: