quinta-feira, 27 de maio de 2010

Sopa de Cebola

sopa_de_cebola_peq Foi o meu pai, Dirceu Russi, quem criou o bar Zelig na cidade baixa. Eu adorava aquele lugar, dormia na parte de cima, em duas cadeiras. O Zelig foi criado para ser um bar de inverno e servir sopas. Apesar de meu pai não saber fritar um ovo ele é um gourmand. Adora comer bem e sempre trouxe para Porto Alegre  novidades na área de gastronomia e diversão. Hoje tem uma nova geração ai , mas como quem foi rei nunca perde  a majestade… ele sempre será lembrado por fazer por Porto Alegre coisas incríveis. Como o Zelig que infelizmente não é mais um bar de sopas.

Famosa Sopa  Francesa de Cebolas
  • 500g de cebolas. Qualquer tipo, mas indico usar a os três tipo, roxa, branca e perola.
  • 4col. de sopa de manteiga
  • 1 col. de sobremesa de açúcar
  • 1 1/2 litros de caldo de carne
  • 12 fatias de pão amanhecido
  • 1 1/2 xic. de queijo Gruyère ralado.
  • Pimenta do reino e sal a gosto. Se usar o caldo pronto cuidado com o sal.
Modo de fazer:
Cortar as cebolas em fatias finas. Aquecer a manteiga e refogar as cebolas em fogo baixo, polvilhar com o açúcar e continuar cozimento até que fiquem douradas. Despejar no caldo de carne fervente e deixar no fogo por cerca de 15 minutos. Coar.
Passar manteiga nas fatias de pão e tostá-las. Colocar as fatias no fundo de um prato refratário ou em tigelas de barro individuais (2 fatias para cada tigelinha). Colocar a sopa. Polvilhar generosamente com queijo ralado, e deixar dourar no forno bem quente, ou melhor, no grill no forno.
Servir imediatamente.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Boeuf Bourguignon

Sexta passada completei 29 anos. Não, não não, … Não  tive nenhuma crise, muito pelo contrario comemorei e muito, e espero que seja assim sempre.
A única coisa que senti falta foi do prato principal do meu aniversário que minha mãe faz desde de que eu me entendo por gente. E olha que eu achava que era gente muito antes de ser.
É um prato francês, um cozido maravilhoso. Estou falando do Boeuf Bourguignon. Nada de complicado, como eu falei um cozido. Essa receita minha mãe aprendeu com uma francesa, e me passou. Sempre que esfria convido meus amigos no inverno para saborear essa iguaria cheirosa e de sabor muitíssimo rico. Que me lembra aniversário.
Boeuf Bouguignon



  • 1 kg de carne –Alcatra ou musculo cortados em quadrados de 5cm
  • 120g de bacon em quadrados de 5 cm
  • 50g de manteiga
  • 1 cebola pequena
  • 2 col.. de sopa de açúcar
  • 150g de champignon fresco
  • 30g de farinha de trigo
  • 2 cenouras em rodelas
  • 1 garrafa de vinho tinto seco
  • 300ml de caldo de carne
  • 1 amarrado de temperos – 1 folha de louro, 1 ramo de tomilho, alecrim, manjerona, salsa, aipo, alho poró.


Modo de fazer:
Derreter a manteiga em uma panela de fundo grosso. Colocar o bacon pra fritar. Retire da panela o bacon depois de bem dourado e reserve. Na gordura do próprio bacon com a manteiga coloque a carne pra dourar, polvilhe com a farinha de trigo. Em uma frigideira a parte coloque a cebola para suar com um pouco de azeite, junte o açúcar e deixe caramelizar, coloque umas gotas de água se preciso. Adicione na panela da carne as cebolas já caramelizadas, o caldo de carne, o amarrados de temperos e vinho. Deixe cozinhando com a panela tampada por 2hs em fogo lento.
Trinta minutos antes de servir coloque na panela os champignons limpos e cortados ao meio, as cenouras e o bacon.
Servir com batatas cozidas no forno com alecrim.
Dica: Eu prefiro sempre um molho mais liquido então não coloco a farinha de trigo, mas isso é gosto de casa um. E sempre faço um dia antes, esse é o segredo.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

FELIZ DIA DAS MÃES!!!

Estamos na semana dos dias das mães. Não fui criada para dar valor para essas datas comercias, então fica bem claro que presente só rola se a situação econômica do país e a minha ajudam. Mas tento agradar  fazendo um almoço, o que é difícil pois minha mãe é chefe de cozinha das mais chatas que eu conheço e ir para cozinha com ela é briga na certa.
Então faço um tradicional galetinho, que deixo marinando de um dia para outro, na cerveja ou no vinho branco, com sálvia, importantíssimo para dar gosto ao galeto, alecrim, manjerona, cebolinha, manjericão, uns dois dentes de alho, uma cebola, tudo picada grosseiramente. Um pouco de chimichurri, e um pedaço de bacon que depois vai para o espeto junto com o galeto.
E o acompanhamento salada de radite com cebola e bacon e claro aqui nunca pode faltar, uma polenta mole.

Para a minha mãe que eu amo e que me ensinou tudo da cozinha e da vida!
FELIZ DIA DAS MÃE!!!

Polenta mole com queijo
  • 2 litro de água
  • 4 xícaras de farinha de milho moída média
  • 1 col. Sopa de sal
  • 1 xícara de queijo provolone defumado ralado
  • ½ xícara de queijo gruyere
  • ½ xícara de queijo parmesão
  • 2 dentes de alho picado
  • 3 colheres de azeite de oliva
  •  Sálvia a gosto
  •  Modo de fazer:
Em uma panela de fundo grosso colocar a água, o sal e 1 colher de sopa de azeite, antes de ferver coloque a farinha mexendo com um fuê, até toda ela estar desmanchada e sem grumos. Depois mexa com uma colher de pau. Abaixar o fogo e deixar cozinhando de 40 a 50 min. Se precisar coloque um pouco mais de água. Mexendo de vez em quando.
Vai grudar um pouco da polenta no fundo da panela é normal.
Em uma frigideira, coloque o restante do azeite e refogue o alho e sálvia picados.
Quando a polenta estiver cozida derrame sobre polenta o azeite com alho e sálvia, e os queijos, mexa bem. A consistência tem que ser cremosa.

Sirva em um prato bem bonito para sua mamãe, tenho certeza que ela ira adorar.

PS: para os que não tem tempo ou não curtem tanto a cozinha faça a famosa Polentina. E acrescente depois o azeite temperado e os queijos. Não ficara tão boa quanto a polenta feita com farinha milho, mas ficara boa.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

De Volta

 Finalmente conheci New York, e descobri porque tanta gente é apaixonada por essa magnifica cidade. Vibrante, cheia de idiomas, cheiros, cores … Tudo que comi era bom, cada restaurante,  pizzaria, café ou Deli era magnifico. Falando em Pizzaria que pizza!!Fui a um dos restaurantes de comida Thai do Chef Jean Georges e claro comi maravilhosamente bem.
Fui também aos vinhedos de Santa Barbara, que cidade linda, diferente da borbulhante NY, Santa Barbara e seus vinhedos são calmos com alfazemas e alecrim por toda a cidade.
O que mais me encantou, foi os azeites de oliva de Los Olivos. Sou apaixonada por esse liquido dourado e mais que vinhos trouxe na mala azeites de primeira qualidade.
É bom viajar mas é muito bom estar em casa novamente.

Pra curtir uma noite boa e simples ao estilo NY.
  • 300g de massa penne
  • 2 col. de sopa de manteiga aviação com sal
  • bastante queijo emmenthal ralado
  • Pimenta do reino moída na hora
  • 5 folhas de sálvia.
Modo de fazer.
Cozinhar a massa al dente. Acrescentar a manteiga rasgar as folhas da sálvia, ralar a pimenta e o queijo. Misture tudo. Acerte o sal, regue com um fio de azeite de oliva.
Acredite simples e maravilhosa. Se quiser conquistar o acompanhante abra um vinho tinto.