quarta-feira, 30 de junho de 2010

Risotos

Risoto não passa de uma sopa seca. Foi assim que começou o risoto, uma sopa para alimentar os agricultores.  Não tem nada de mais, não me canso de falar isso.  O risoto não tem segredo nenhum. Mentira tem sim, bons ingredientes. Um bom arroz, um bom caldo … enfim boas matérias primas. E é só. O tempo de cozimento dele pode variar, dizem que em 18 minutos se faz um risoto. A quantidade  e a marca do arroz, se o caldo não esta tão quente o tempo aumenta. Em geral de 18 a 35 minutos você tem um risoto. Não fique preso ao tempo, vá provando quando estiver bem al dente, comece a finalizá-lo.
Vou deixar 4 dicas para dar certo.


  1. Uma panela grande e rasa, para evaporar melhor os líquido.
  2. Usar um bom caldo, porque ele é a base do risoto ele que vai dar o sabor ao arroz. E usá-lo bem quente para não cortar o cozimento do grão. (A Knorr lançou caldos em potinhos, eu experimentei e acho que vale a pena é um excelente quebra galho)
  3. Manteiga bem gelada para finalização para dar brilho ao risoto

  4. E ir provando o arroz enquanto é feito, só assim você sabe quando ele esta no ponto.

Depois me contem como ficou.
Risoto de Funghi


  • 400g de arroz arbóreo
  • 2 litros de caldo de legumes.
  • 1/2 cebola roxa picada
  • 150g de funghi seco
  • 1 dente de alho bem picadinho.
  • 1/2 cálice de vinho do porto
  • 1 cálice de vinho banco seco.
  • 2 colheres de sopa de manteiga bem gelada
  • 2 punhados de queijo ralado parmesão
  • Sal pimenta a gosto, cuidado que os caldos prontos já vêm salgados.

Lavar os cogumelos para tirar a terra que sempre fica um pouco, colocá-los para hidratar com o vinho do porto e completar com água. Depois de hidratado escorrer. Na panela que será feito o risoto refogar o alho com azeite de oliva e os cogumelos. Reservar. Na mesma panela, refogue a cebola até suar, junte o arroz por 2 minutos e logo coloque o cálice de vinho. Quando secar o vinho coloque aos poucos o caldo quente mexendo sempre. 10 minutos depois do começo junte os cogumelos ao arroz. Continue  colocando caldo e mexendo. Quando o arroz estiver al dente. Desligue o fogo e acrescente a manteiga e o queijo. Prove de sal e pimenta.
Deixe a panela tampada por 3 minutos e sirva. Com azeite de oliva e mais queijo ralado.

4 comentários:

Júlia Copetti de Queiroz disse...

Adorei a receita!

Em geral me perguntam:
"Porque colocar o vinho antes?" "Pode ser qualquer bebida?"

O arroz é como um fio de cabelo, é cheio de foliculos, que com o contato do alcool se abrem e liberam todo amido que fica preso dentro do grão. Então aí, por isso agnete põem o alcool antes. Pode usar qualquer bebida seca, com graduação alcoolica elevada, eu uso vinho, vodka, cachaça... e pra mim quanto mais molhadinho o risoto, mais gostoso ele fica!
beijocas, adoro teu blog!

Maria Antonia Russi disse...

Júlia,

Fico mega feliz que goste do blog!
Deixa mais dicas, adoro trocar figurinha.

Beijocas

fred disse...

fala maria antonia! aqui é o profesor de natação da sogipa, quanto tempo! mas sigo curtindo o blog para aprender ótimas receitas! estou com uns tomates secos (um vidro de 400gr) e estou com vontade de fazer um risoto com eles... alguma dica em especial? bjs

Anônimo disse...

Oi Maria Antonia,
recebi hoje a indicação do teu ótimo blog, vinda do teu corujíssimo papai e meu amigo Dirceu.
E, claro, já estou com vontade de fazer uma festa aqui em casa só prá te encomendar uma(s) terrine(s).
Muito boa a recieta do risotto. Lembrei apenas de agregar um fundamental comentário que sempre ouvi da minha nonna: "nunca o risotto espera as pessoas e sim ao contrário - as pessoas é que devem esperar pelo risotto.
Beijão, Flavia (Boni Licht)